quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Como tudo começou - Parte I

Corria o ano de 2005 e eu não me lembro do exacto momento em que descobri aquela coisinha minúscula por detrás da minha orelha. Era uma espécie de gânglio, redondo, pequenino e duro. Não fiquei propriamente preocupada. Com doze anos tinha sido operada a um pequeno quisto sebáceo numa zona próxima daquela onde agora tinha aquela bolinha. Pensei, portanto, que me tinha aparecido mais um quisto sebáceo. Passado algum tempo decidi mostrá-lo ao meu médico de clínica geral e este não mostrou qualquer tipo de preocupação. Mandou-me apenas fazer uma ecografia e análises ao sangue. As análises estavam impecáveis e ecografia dizia parecer tratar-se de um quisto sebáceo, sugerindo apenas enquadramento clínico. O médico também não revelou grande preocupação. Fez palpação e disse apenas que, sem pressas, convinha fazer uma pequena cirurgia para o retirar. Fiquei descansada e relaxei.

1 comentário:

Carla Pereira disse...

Inconscientemente, fui tocar na parte de trás das minhas orelhas... porque não acontece só aos outros.
Blogues de quem passa ou, neste caso, passou por tudo isto fazem-nos (re)pensar os problemas da nossa vida e motivam-nos a "descomplicá-la". Obrigada!