sábado, 14 de setembro de 2013

Um momento inesquecível

Tendo sido a cirurgia no dia 31 de maio e tendo trabalhado eu até dia 30, houve necessidade de alguém me substituir nas aulas nas duas semanas que restavam até terminar o ano letivo de 2005/2006 (já lá vão uns bons aninhos). Assim, ficou uma colega minha com a turma que já estava comigo há três anos. Uns bons dias depois da cirurgia, quando já me sentia melhor, fui à escola entregar o atestado médico com uma amiga. Quando entrámos, um aluno meu que tinha vindo à casa de banho viu-me e ficou muito espantado por eu estar ali. Eu não queria estar a incomodar a aula da minha colega e, por isso, pensei que logo que tocasse eu iria vê-los. Nisto, e passados alguns segundos, oiço uma barulheira infernal e descontrolada vinda da zona da minha sala de aula e uma série de crianças a correrem na minha direção. Eram os meus alunos que, mal ouviram dizer ao que me tinha visto que eu estava na escola, saíram feitos loucos porta fora, sem autorização, para me abraçarem. Foi um momento inesquecível e comovente. Tive de contar até vinte e fazer um esforço enorme para não desatar ali a chorar à frente deles.

6 comentários:

Anónimo disse...

Querida Kitty Fane,
Acompanho o seu blog já há algum tempo e é sempre com prazer que o faço. Parabéns pela sua Coragem, neste novo desafio. Pelo forma simples e transparente como apresenta a sua Lição de Vida e que é tão bom de ler. Tudo de bom.
Cláudia

Letrinhas disse...

As crianças conseguem ser mesmo o melhor do mundo.

Rubina disse...

Ja acompanho o blog a uns anos.. E realmente parecia que faltava contar qq coisa.. Faz bem deitar ca pra fora. Parabens pela coragem.

Rubina disse...

Ja acompanho o blog a uns anos... Muita Coragem aqui presente!

Sónia disse...

As crianças são o melhor do mundo!!!

Anónimo disse...

Kitty Fane,
Já sou leitora do seu blog há bastante tempo e é sempre um gosto lê-la. Obrigada por partilhar connosco esta sua experiência e parabéns pela força e coragem de o fazer. Irei acompanhar este seu novo projeto e aguardarei o seu regresso ao outro blog.Um grande beijinho e força!
Teresa